Joel lucas

Data de Nascimento: 
1825-??-??
Local do Registo: 
Inglaterra
Local de Nascimento: 
Virginstowe - Devon
Estado Civil: 
Casado
Nome do Cônjuge: 

Jane Lucas (1820 - ? )

Informação Pessoal: 

Biografia

Empresa: 
Mason & Barry
Local de Trabalho: 
Mina de S. Domingos
Notas adicionais: 

NOTICIÁRIO GRANDES TUMULTOS NA MINA DE SÃO DOMINGOS-JUNHO 1865

-Dizem-no d' aquella localidade : «Das 10 para as 11 horas do dia 3 do corrente deram-se os seguintes factos: Alguns contratistas da extracção do mineral, tendo acabado os seus trabalhos, dirigiram-se ao Sr. D. Lucas, afim de que este lhos fosse medir, e lhes pagasse o que de direito lhes pertencesse. S. sª a principio recusou-se e só se resolveu quando as ameaças dos contratistas a isso obrigaram. Marchou então S. sª acompanhado de 4 guardas e dois inglezes na direcção do tunnel, levando atraz de si talvez uns 150 a 200 homens, que todos clamavam para que lhes pagassem. Chegados ao tunnel o Sr D. Lucas que já previa as funestas consequências, permitiu que sómente entrassem na mina, para assistirem á medição dos trabalhos, cinco ou seis contratistas, e ordenou aos guardas que não deixassem entrar mais pessoa alguma. Os trabalhadores, que segundo me dizem, receavam ser illudidos pelos contratistas começaram a forçar a entrada do tunnel. Trava se daqui a desordem: Os dois inglezes que acompanhavam o sr. D. Lucas pucham cada um seu rewolver e descarregam sete ou oito tiros, de que resultou ficarem alguns individuos feridos! Já a este tempo haviia acima de 400 homens reunidos, os quaes tanto que ouviram tiros, foi o mesmo que lançar pólvora sobre brazas; Os guardas que impediam a entrada do tunnel fugiram, e não sem dificuldade, indo alguns feridos; o sr. D. Lucas, entrou então n'uma pequena casa que poucos metros distava do tunnel mas para o interior da mina, fechando-a sobre si. Os trabalhadores pretenderam lançar fogo á casa e a poder de polvora. Estava já o rastilho a inflamar-se quando elle se entregou áquelles de cujas mãos ia ser vitima ! Morra e mate-se eram as palavras que se ouviam e tanta pedra lhe remessaram, juntamente com algumas pauladas, que o lançaram por terra semimorto!Recuperados os sentidos, o Sr D. Lucas exclamou que o não acabassem de matar, porque estava prompto para dar-lhes tudo quanto quizessem. Foi então que o cabeça do motim o salvou da morte, fazendo par este fim muitas e variadas sortes com um pau armado de choupa. Conduzido em seguida o Sr. D. Lucas, para o hospital, fizeram-lhe dar vivas á Hespanha e Portugal, e aos barreneiros ; E d`ali, depois de uma breve cura, que os mesmos amotinados lhe fizeram, foi levado para o escriptorio afim de lhes pagar. Concluída a distribuição de 237 libras, não nos consta que repetissem mais insultos contra o Sr. D. Lucas; —os trabalhadores voltaram ao tunnel e por todo o dia e noite diligenciaram encontrar os dois inglezes que haviam disparado os rewolvers, os quaes se tinham refugiado para o interior da mina. Porem, como eles sabiam bem de todos os quartos da casa aonde estavam, sahiram felizmente frustradas todas as diligencias que os tumultuosos fizeram. No dia seguinte estava tudo em socego : os srs. Mascarenhas, D. Lucas e mais inglezes, acompanhados dos guardas, desceram á mina para procurarem os dois inglezes de que já fizemos menção. Encontraram-os; tinham estado durante o dia e noite quazi cobertos d'agua!

O sr. administrador do concelho de Mértola, logo que teve noticia dos tumultos telegraphou para Beja dando parte do acontecido ao exmo governador civil que requisitou immediatamente ao general da 7ª divisão uma força do regimento n.° 17, que nessa mesma noute partio para a mina. O sr. administrador ao mesmo tempo telegraphou para Villa Real de Sinto Antonio para que lhe cedessem o destacamento de caçadores 4 ali estacionado, e feita a cedencia partio logo o vapor da mina para Villa Real, onde recebeu a seu bordo o destacamento com o qual o sr. administrador prendeu 10 dos amotinados, segundo as ultimas noticias que recebemos.